Tina Menna

"Fui gordinha (gorda, balofa) quando era criança. Emagreci entendendo como funcionava a coisa e me formei em nutrição faz mais de 18 anos. Nesse tempo, ensinei milhares de pessoas a emagrecer, apresentei programa de televisão e fiz muitas coisas legais, muitas mesmo. E não esqueci que era preciso me cuidar e manter meu peso pra não precisar fazer dieta de novo. Me mudei de cidade e de país mas nunca deixei de seguir os hábitos brasileiros, nunca deixei de comer arroz com feijão. Só parei de comer requeijão porque onde eu moro não tem... Te convido pra fazer parte da Tinalândia! Sei que posso te ensinar a emagrecer sem ter que te empurrar goela abaixo métodos esquisitos e receitas caras e difíceis de fazer. Prometo. Um beijo e um queijo (ou tofu), Tina : ) "

SAI BALANÇA, ENTRA FITA MÉTRICA

Tudo bem?

Sim, cintura é mais importante do que peso. Ufa, ainda bem. Nunca gostei de balança. O paciente pira quando sobe, ou de feliz ou de triste.

E nem sempre o peso representa a gordura do corpo. Uma pessoa que tomou água, que não fez xixi, que comeu shoyu no dia anterior (retém líquido), se é mulher e está na TPM, ixi…muitas coisas alteram o peso. Sem contar na estrutura óssea e muscular que cada um, cada raça, tem a sua.

Já a cintura….é um termômetro sem ponteiros. É o que realmente precisamos ficar de olho.

Isso porque a gordura localizada em volta dos órgãos vitais é a pior. É a perigosa. Tanto que hoje se sabe que até 80 cm de cintura pra mulher e até 94 pra homens seria o ideal. Tudo bem, é um conjunto de coisas que devem ser levadas em consideração, mas em resumo, a balança pode até ficar de lado. Mas a fita métrica não.

Mas porque as cinturas aumentaram tanto nos últimos 20 anos?

Por dois motivos: sedentarismo na rotina X excesso de alimentos refinados.

Que se movimentar pouco é ruim pro corpo, todo mundo sabe. Mas e os refinados?

Tudo que passou pelo refinamento e que saiu branquinho da Silva, deixou na máquina fibras e mais um monte de nutrientes. Farinhas, açúcares.

E esses branquinhos que deixam tudo gostosinho e fofinho, fazem nosso corpo liberar mais insulina e com mais insulina a gente pode aumentar a gordura abdominal se não se exercitar bastante.

Mas vamos aos poucos, devagar e sempre no entendimento das coisas.

No próximo email falo mais dessa maledeta gordura que gruda nas nossas barrigas.

Um beijo e menos farinhas no teu dia,

Tina ; )

Deixe uma resposta